– preço alto preocupa analistas
– motivo é aumento do consumo e pressão dos países do Oriente Médio
– Brasil já admite aumento no preço dos combustíveis

[photopress:gasolina.jpg,thumb,pp_image]

Somente este ano, os preços do petróleo subiram 25%, devido à desaceleração econômica norte-americana e aumento do consumo mundial de combustíveis. Outros fatores que desencadearam o aumento seriam o enfraquecimento do dólar, os constantes ataques a instalações de petróleo na Nigéria e também as preocupações sobre a capacidade de substituir a demanda mundial.
Em 2007, o barril do ouro negro era cotado a US$ 60 e hoje chegou perto da barreira dos US$ 120, o dobro do valor em apenas 12 meses. No Oriente Médio, as empresas também estariam diminuindo a extração diária do petróleo, enriquecendo suas reservas do recurso e também de capital, para pressionar os países do Ocidente com um combustível cada vez mais caro.

De acordo com o presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Chakib Khelil, nesta última segunda-feira, o barril do petróleo atingiu preço recorde de US$ 110,13. Mas, o contrato futuro do petróleo, negociado no pregão eletrônico, em Nasdaq, Nova York, também estabeleceu novo recorde de preço nesta segunda, de US$ 119,93 o barril.
Khelil não descartou a possibilidade de o barril de petróleo chegar a US$ 200, conforme publicou em sua página na internet, o jornal estatal argelino El Moudjahid.
Para o presidente da Opep, e também ministro de Minas e Energia da Argélia, uma queda do dólar de 1% provoca uma alta de quatro dólares por barril”. No sentido inverso, “no caso de uma alta de 10% do dólar, pode-se apostar que o preço do barril cairá 40 dólares”.
Ele não acredita que um aumento da produção ajude a fazer com que os preços caiam, porque os estoques de gasolina nos Estados Unidos registram um excedente e estão em seu maior nível em cinco anos.

Brasil poderá ter aumento de combustíveis, admite Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve se reunir ainda nesta semana com os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e de Minas e Energia, Edison Lobão. O tema do encontro deve ser o reajuste do preço dos combustíveis, conforme informou a agência Estado.
O presidente já admitiu que o preço da gasolina está defasado diante da alta constante do petróleo no mercado mundial, embora semana passada tenha descartado essa possibilidade. No Brasil, os combustíveis não sofrem reajuste desde novembro de 2005, quando o barril do petróleo estava cotado a US$ 30.
Porém Lula e seus assessores não comentam quanto deve ser este reajuste, que já começou no ano passado para os derivados de petróleo como plásticos e óleos lubrificantes.
José Sérgio Gabrielli, presidente da Petrobrás e a Ministra da Casa Civil Dilma Roussef também devem participar da reunião.


[photopress:minaspetro.gif,thumb,pp_image]

A Zeppini, líder na fabricação de equipamentos para postos de serviço no país, será destaque no ciclo de eventos Minaspetro, realizado hoje (25 de abril), na cidade de Pouso Alegre, sul de Minas Gerais. O Circuito Minaspetro, realizado pelo Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Minas Gerais, é um dos maiores eventos de setor de combustíveis e equipamentos para postos de serviço do país.

A Zeppini estará presente com sua linha de equipamentos e acessórios, como periféricos ao tanque, bomba de combustível, unidade abastecedora e ao filtro de óleo diesel, além de tubos, conexões, ferramentas e acessórios. Como destaque, a empresa mostrará o funcionamento do Sistema de Tratamento de Efluentes, usado para separar água do óleo para aplicação em postos de serviço, lava-rápidos, garagens, indústria, oficinas etc. A empresa terá um estande com toda a sua linha de produtos e atendimento especial ao público.

O objetivo do evento é promover debates sobre o mercado de combustíveis no estado de Minas Gerais, discutir a implantação de novas tecnologias nas instalações de postos de serviço e servir como uma área de negócios que envolvem profissionais de todo o estado.

O Minaspetro 2008 reunirá donos de postos, instaladores de equipamentos e distribuidores de todo o Sul de Minas Gerais. A segunda etapa será realizada no dia 30 de maio, na cidade de Juiz de Fora. Em seguida o circuito chegará a Araxá (20 de junho), Montes Claros (25 de julho) e Ipatinga (22 de agosto).


A fiscalização dos postos de serviço está cada vez mais severa. Em benefício do consumidor e do atendimento às normas ambientais e de segurança, a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) tem feito cada vez mais operações de fiscalização nos postos de serviço de todo o Brasil. Esta semana, foi emitido um laudo oficial que confirma o balanço da operação:

[photopress:posto.jpg,thumb,pp_image]
ação da fiscalização: normais ambientais, de segurança e padrão de combustível devem ser atendidas

A ANP, já fiscalizou mais de 4,6 mil postos de serviço no ano de 2008. Até agora, a agência definiu 1.163 autos de infração, interditando 149 postos por irregularidades (instalações fora do padrão, falta de equipamentos obrigatórios) e emitindo 240 autuações em razão da inconformidade do combustível vendido.
No último dia 18, a fiscalização interditou o Carreteira Auto-Posto, localizado na Avenida Santa Cruz, em Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo a ANP, o posto estava comercializando gasolina fora do padrão geral e não apresenta qualidade regular de segurança nas instalações do posto de serviço.
Em Realengo, conforme a agência, os agentes fiscalizaram a gasolina comum e constataram a adição de 48% de álcool anidro, percentual elevado em relação aos 25% permitido pelo governo federal. No decorrer de 2007, ela realizou também 24,6 mil ações de fiscalização em todo o Brasil, sendo que no período, foram autuados 1.887 postos em São Paulo e 769 no Rio de Janeiro. A denúncia de postos irregulares em São Paulo foi feita à grande imprensa, com destaque para a Rede Globo que pautou a adulteração de gasolina. Desde a denúncia, a ANP intensificou o trabalho de fiscalização dos postos.
De acordo com informações publicadas no site da Agência Nacional do Petróleo, foram realizadas pelos agentes de fiscalização 931 proibições de estabelecimentos em 2007. Mais uma vez São Paulo liderou o ranking com 334 interdições, seguido do Rio de Janeiro, com 139.
Apesar de todas essas inconformidades a ANP, informou que os resultados do Programa de Desenvolvimento de Qualidade dos Combustíveis, amplificado em sociedade com universidades e institutos de pesquisa contratados, apontam melhora na qualidade do combustível comercializado no país.
Entre 2006 e 2007, o porcentual de gasolina fora das especificações caiu de 3,9% para 2,8%, o álcool de 3,8% para 3,1% e o diesel de 2,6% para 1,9%.


A Zeppini, líder na fabricação de equipamentos para postos de serviço no país, reformula seu website que agora fica mais dinâmico e funcional no endereço www.zeppini.com.br .

O novo site contém ferramentas diferenciadas como o catálogo de produtos ilustrado com figuras em 3D, contato direto com os representantes da companhia em todos os estados do Brasil e a TV Zeppini, de conteúdo corporativo que destaca treinamentos, informações técnicas sobre a linha de produtos e outros dados dinâmicos com atualização semanal. A novidade foi apresentada durante a realização da Convenção Anual da empresa, realizada no último final de semana no Casa Grande Hotel, no Guarujá/SP.

A reformulação do website traz um novo lay out, desenvolvido em parceria com a agência L3ppm e que segue o mesmo padrão de identificação da marca na característica cor azul.

[photopress:Site_Zeppini.jpg,full,alignleft]

Novo site reformulado e com nova identificação visual: dinamismo e ferramentas online como TV Corporativa, blog e informações técnicas em 3D

“Com a reformulação do site abrimos um novo parâmetro na comunicação com os nossos parceiros. A interatividade da TV corporativa, do blog, as ferramentas de comunicação em tempo real, nosso catálogo e informações técnicas sobre nossos produtos estão agora ao alcance de todos por meio da internet”, explica Solange Fernandez, gerente de Marketing da Zeppini.

No novo site, a Zeppini dispõe de uma área para interagir com a equipe de vendas e tirar dúvidas, solicitar orçamentos online ou uma visita do representante mais próximo da sua região. A empresa também espera facilitar o trabalho de técnicos instaladores, já que todas as ilustrações estão disponíveis em 3D e com explicações didáticas e detalhadas sobre a aplicação de cada produto. Outra novidade é o calendário de cursos ministrados no Campo de Provas da Zeppini, em São Bernardo do Campo, voltado para técnicos e profissionais de instalação.

“O novo site da Zeppini trará maior fluxo de visitantes e as ferramentas agora disponíveis irão nos aproximar ainda mais dos nossos clientes, fornecedores e representantes que atuam em todo o mundo e que colaboram para criar uma reputação tão positiva quanto a que alcançamos no mercado nestes 24 anos”, aposta Paulo Rogério Fernandez, diretor Executivo da Zeppini.

A área institucional também foi reformulada com dados importantes sobre o posicionamento da Zeppini no mercado de equipamentos para postos. Agora, o site dispõe também de um link para o blog Zeppini, que recebe e divulga informações sobre o setor de combustíveis e uma área de imprensa.

Confira o novo site da Zeppini em www.zeppini.com.br


A notícia veiculada hoje em toda a imprensa nacional, de que a Petrobrás encontrou um novo campo de petróleo na Bacia de Santos, causou furor em todo mercado financeiro e animou especialistas do setor.

[photopress:petroleo.jpg,full,pp_image]

De acordo com o anúncio de Haroldo Lima, diretor-geral da ANP (Agência Nacional de Petróleo), foi encontrado um imenso campo de Petróleo na bacia de Santos, numa reserva equivalente a 33 bilhões de barris. O novo campo, chamado pelos técnicos de Carioca ou Pão de Açúcar, é cinco vezes maior que a área de Tupi (cuja descoberta foi anunciada em novembro de 2007), que fica entre 5 bilhões e 8 bilhões de barris.
A Petrobras está seguindo o processo exploratório do bloco BM-S-9, na Bacia de Santos. Informações mais conclusivas referente à potencialidade da descoberta serão reconhecidas somente depois do processo final de avaliação. Nos próximos dias, o estudo final será protocolado na ANP.

O novo campo fica perto das áreas de exploração Tupi e Júpiter, na Bacia de Santos, onde a Petrobras descobriu uma grande reserva de gás natural. De acordo com o diretor-geral da ANP, este processo resulta na maior descoberta de petróleo dos últimos 30 anos em todo o mundo e o terceiro maior campo do planeta.
Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, a operação é realizada pela Petrobras, que explora 45% da área da Bacia de Santos (outros 30% são explorados pela British Gas e 25% pela Repsol YPF). O bloco é composto por dois campos exploratórios; no maior deles foi perfurado um primeiro poço, descoberto em setembro do ano passado. Naquele momento, a estatal informou que “os reservatórios encontrados tinham boas características de volumes e produtividade economicamente viáveis, nas condições geográficas da área (2.140 metros de profundidade e a 273 km da costa)”.
Após esta notícia, os papéis da Petrobras dispararam na Bovespa. As ações ordinárias (com direito a voto) fecharam em alta de 7,67% – mesmo com a queda geral do índice Ibovespa.

Abaixo, infográfico divulgado pelo site Uol com detalhes sobre o novo megacampo

[photopress:0810689.gif,full,pp_image]


[photopress:DSC02092.JPG,full,pp_image]

Após a venda, todo o produto precisa ter o suporte da assistência para correta manutenção e solução de problemas. Esse foi o tema da última palestra da Convenção 2008, apresentada por Carlos Partenio, gerente da Assistência Técnica.
Partenio destacou que o principal diferencial da Zeppini entre seus concorrentes é justamente a equipe de engenheiros e profissionais qualificados que atende desde o escritório da companhia até a visita ao campo, para solução de problemas mais específicos.
A área técnica da Zeppini também realiza treinamentos na sede da empresa, em seu Campo de Provas, que simula a instalação de um posto de serviço, e também com treinamentos feitos em diversas cidades do Brasil.

“A Zeppini não mede esforços para ajudar os representantes. Oferecemos toda assistência remota ou presencial, para atender prontamente nossos clientes.” explica Partênio. O engenheiro também destacou que a área técnica acompanha as tendências e lançamentos do mercado de equipamentos para postos, inclusive atua na aplicação e cumprimento das normas técnicas.
O palestrante destacou ainda questões técnicas e de instalação da Caixa Separadora de Água e Óleo, além da legislação que autoriza seu uso nos postos de serviço. Com a interferência dos participantes, Partênio falou sobre as vantagens da caixa Zeppini e os testes que devem ser feitos em produtos semelhantes, feitos em alvenaria ou mesmo pré-fabricados.

Clientes elogiam qualidade do material técnico Zeppini

No final da última palestra, Carlos Partenio, gerente da Assistência, destacou o elogio de vários clientes ao material gráfico da Zeppini.
“Os engenheiros da Texaco, por exemplo, elogiaram a qualidade do material de treinamento em DVD e dos manuais técnicos da Zeppini. Isso prova que a nossa preocupação com qualidade e efetividade do nosso material rende resultados concretos”, explicou o engenheiro.
No histórico de 24 anos da marca Zeppini, o material que orienta os profissionais instaladores sempre foi uma prioridade. Com a evolução da tecnologia, hoje a empresa dispõe de materiais gráficos, vídeos, além do suporte da TV Corporativa difundida pela internet para orientar e auxiliar os profissionais de instalação e assistência.
Carlos Partenio antecipou que ainda no primeiro semestre, a Zeppini terá uma reformulação nos manuais técnicos que ficarão mais didáticos, simples e ilustrados, atendendo um padrão de qualidade global.


Em continuidade da Convenção Anual 2008 Zeppini, foram destacados os diferenciais da companhia no mercado de equipamentos de postos de serviço.

A Zeppini foi o primeiro fabricante brasileiro a obter Certificação UL/Inmetro para sua linha completa de produtos para postos de serviços, sendo o único fabricante no Brasil a possuir esta certificação até o presente momento. A companhia também tem literatura e informações técnicas em três idiomas, treinamento áudio visual em DVD para facilitar o trabalho de instaladores, atendimento a empresas mundiais do setor de combustíveis, além de atender todas as normas de segurança e de qualidade.

[photopress:DSC02091.JPG,full,pp_image]

Marcello Cyrino também detalhou a participação da Zeppini nos principais eventos do setor de equipamentos para postos. Além da Convenção Anual, a empresa estará presente com destaque nos treinamentos do SAT (Seminário de Abastecimento Técnico), em eventos nacionais como Posto Pró, Expo Posto e Conveniência e Expo Petro e também feiras internacionais como Oil Africa 2008, na África do Sul; PEI 2008, em Chicago (EUA) e Automechanika 2008, em Frankfurt (Alemanha). Além disso, Cyrino também destacou a utilidade da TV Zeppini, com conteúdo exclusivamente corporativo, com abordagens dinâmicas sobre os produtos da linha Zeppin, divulgação de novidades e cobertura de eventos. Outra novidade é o kit de representantes da Zeppini, que deve orientar e ajudar o trabalho dos representantes em todo o país.


Na segunda palestra do primeiro dia, Marcello Cyrino e Paulo Rogério Fernandez destacaram pontos importantes para os negócios da Zeppini. Entre eles, o cenário incerto dos combustíveis fósseis, as bases humanas para os bons negócios e as competências dos parceiros da companhia.

[photopress:DSC02087.JPG,full,pp_image]

Incertezas com o petróleo

“Quanto tempo mais venderemos produtos para combustível de petróleo? Dez anos, cinqüenta, cem anos?”, abriu Cyrino a discussão. O palestrante comentou que há diversas incertezas principalmente sobre o uso dos combustíveis fósseis derivados de petróleo. Estas incertezas beiram também as projeções sobre o uso de energias alternativas como o uso do veículo elétrico, conforme disse Paulo Rogério Fernandez, diretor Executivo da Zeppini. “O futuro não podemos prever, mas já temos alternativas para continuar liderando o mercado, seja no veículo elétrico, seja na aplicação de qualquer outra energia renovável”, disse.
Para o executivo, independente do cenário futuro, a Zeppini tem estratégias desenhadas e consolidadas para acompanhar as mudanças do mercado como esta tendência de diversificação. Prova disso são os novos investimentos do grupo Zeppini em energia solar e em iniciativas como a linhas de scooters elétricas da Motor Z.


Mercado cada vez mais competitivo

Desde a segunda metade do século XX o mundo viu mudanças fundamentais no modelo de vida da social com diversos avanços científicos, e estas alterações tendem a ser cada vez mais velozes e efetivas. “Enquanto discutimos nossa estratégia, alguém está num laboratório descobrindo uma nova fonte de energia, é algo inevitável e muito positivo”, disse Cyrino.
Nos últimos anos, o mercado de equipamentos para postos também sofreu grandes alterações como a aplicação de novos produtos como o GNV, Biodiesel e o crescimento do consumo de álcool, que no Brasil já superou o da gasolina.
No mercado nacional, novos fabricantes entraram no mercado de equipamentos para postos. Outras empresas diversificaram suas linhas, num movimento cada mais veloz e que torna o mercado mais competitivo.
Globalmente, grandes empresas, líderes de mercado, assistem o advento de novas idéias da concorrência que visa principalmente atingir máxima eficiência, menor custo e lucro efetivo.
Por esse motivo, Marcello Cyrino chamou a atenção para a certificação internacional dos equipamentos Zeppini como UL e Inmetro. O controle de qualidade também assegura a fabricação dos equipamentos.
“Acompanhamos o processo de teste dos nossos produtos pela certificadora UL (Underwritters Laboratories Inc.), de reconhecimento mundial. Depois fizemos auditoria e nos certificamos de que o produto tem o melhor nível de segurança certificada”, disse.
O gerente destacou que a empresa sempre buscou entidades internacionais para certificar sua linha de produtos, já que a fiscalização das autoridades do setor seja cada vez mais efetiva.


Mercado de equipamentos vive um bom momento após retração vista em 2006

[photopress:DSC02085.JPG,thumb,pp_image]

No segundo dia da Convenção Anual Zeppini, os participantes fizeram uma rodada de discussões sobre as metas comerciais propostas pela companhia para o ano. As metas foram apresentadas por Marcelo Cyrino, que mostrou de maneira dinâmica o desempenho de vendas da empresa durante o ano de 2007. Depois, mostrou as metas audaciosas para a venda de sumps, acessórios e sistema de efluentes.

Cyrino destacou que o mercado de equipamentos está em franca expansão. “Na entrada do século XXI a quantidade de postos de serviço permaneceu quase estagnada. Entre 2002 e 2005 notamos um crescimento de 18,36% no mercado. No ano seguinte houve uma nova retração, para em 2007 acelerarmos novamente, e por isso apostamos num crescimento cada vez mais vigoroso neste novo ciclo”, analisa Cyrino, que detalhou o desempenho específico de cada um dos representantes.

Em 2008, foram expostas as previsões de vendas e análise de crescimento das principais redes de postos e de equipamentos. Cyrino destacou ainda, a importância da comunicação com clientes. “Explorem a comunicação pelo telefone, visitas e pela internet. Confirmem a mensagem enviada por e-mail, informem-se lendo boletins e notícias sobre a área em que atuamos”, incentivou.

O palestrante disse ainda que a informação atualizada, o conhecimento e reconhecimento de qualidade dos produtos Zeppini, as certificações e as recomendações feitas pelas principais redes, tudo isso reforça a reputação da marca em todo o mundo.